Revistas Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas, Pateta e Aventuras Disney chegam ao mercado a partir do dia 20 de março

Por GaúchaZH

Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas e companhia estão de volta aos gibis brasileiros. A partir de 20 março, começa a circular a nova linha das histórias em quadrinhos com os personagens clássicos da Disney, agora com casa nova.

A editora Abril, que por 68 anos foi responsável pela publicação das revistas da Disney no Brasil, interrompeu a produção em junho do ano passado. A missão foi confiada pela gigante mundial do entretenimento à editora gaúcha Culturama. Com sede em Caxias do Sul, a Culturama lançará cinco títulos inéditos mensais no consagrado modelo “formatinho”, com 64 páginas: Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas, Pateta e Aventuras Disney.

Em entrevista à rádio Gaúcha, Fábio Hoffmann, diretor da editora caxiense, diz que as remessas às distribuidoras já estão sendo enviadas. Para encarar um mercado editoral instável e novos hábitos de consumo da garotada, a receita, garante ele, é fazer com que os gibis que ajudaram a alfabetizar muitas gerações encontrem seu público em múltiplas frentes, não mais apenas nas tradicionais bancas de revistas:

– Além das bancas, as revistinhas estarão à venda em supermercados, lojas de brinquedos, bazares, farmácias e outros locais. Não vejo uma crise de consumo nesse mercado, nem vejo a internet como vilã. Temos mais de 8 mil pontos de venda no país e devemos ampliar ainda mais esse número. Temos de nos mostrar presentes no cotidiano das pessoas, como nos supermercados, por exemplo.

Publicações tiveram numeração zerada
O preço baixo das revistas é outro atrativo, segundo Hoffmann. Não há valor fixado na capa. A sugestão é para venda ao preço máximo de R$ 6, já incluídos custos e margens de lucro de todas as pontas do processo. Existe também a possibilidade de assinatura da caixa com as cinco revistas em embalagem especial e mais um brinde, por R$ 29,90, fora o frete (veja como assinar em culturama.com.br).

De olho nos pequenos novos colecionadores, a numeração das publicações foi zerada. Mas os velhos fãs foram lembrados, com a preservação do número sequencial da cada volume no expediente.

– Cada exemplar trará o registro RPB (Revista Publicada no Brasil), que no Mickey está no número 912, enquanto o do Pato Donald está no 2.482. Agradamos a todos – destaca Hoffmann.

A Culturama tem parceria com a Disney há cinco anos. Começou com o licenciamento de produtos para o público infantil.

– A Disney nos lançou a proposta de tornar seus produtos acessíveis a mais classes sociais. Aumentamos as vendas entre oito e 10 vezes. Somos responsáveis também por produtos das linhas Marvel e Star Wars, marcas que pertencem à Disney – diz Hoffmann.

Os gibis da Culturama serão impressos em gráficas homologadas pela Disney em Santa Catarina e São Paulo. As histórias têm origem nas centrais de produção do estúdio na Itália, na Dinamarca e na Holanda, adaptadas, quando necessário, à realidade local. Para reforçar o zelo pelo padrão de qualidade das revistinhas, a Culturama reforçou seu time com o editor Paulo Maffia, que comandou os quadrinhos Disney na editora Abril por mais de 15 anos.