A empresa testa criadores com seus curtas, uma forma de avaliar seus desempenhos antes de entrarem para o comando de grandes longas

A Pixar completou seus 33 anos e anunciou uma divisão para lançar novos talentos e curtas-metragens diretamente na internet. O primeiro filme divulgado foi Purl e a empresa já tem vários outros curtas agendados ainda para fevereiro.

A empresa testa criadores e roteirista com seus curtas, uma ótima forma de avaliar seus desempenhos antes de entrarem para o comando de grandes longas. O diretor de Toy Story 4, Josh Cooley, por exemplo, nunca dirigiu um longa na vida e chegou a esse posto de prestígio graças ao seu trabalho no curta O Primeiro Encontro de Riley, um derivado de Divertida Mente.

A empresa está lançando agora o Pixar Sparkshorts, uma divisão do estúdio com animadores e roteiristas promissores que vão criar filmes feitos diretamente para a internet (inicialmente para o YouTube). “Estes filmes são diferentes de tudo que já fizemos na Pixar”, afirmou o presidente Jim Morris, em um comunicado à imprensa. “Queremos criar oportunidades para liberar o potencial de novos artistas e abordagens inventivas em uma escala menor”, completa ele.

Purl – que vai dar o ponta pé inicial nesse projeto – é um novelo de lã rosa que tem um humor e um estilo bem diferente de todos que trabalham na empresa; a bolinha chega no seu primeiro dia e é ignorada por seus colegas — chegando até a ser tratada de maneira desrespeitosa.

O curta é escrito e dirigido por Kristen Lester, uma jovem animadora que trabalhou em filmes como Reino Escondido, A Nova Onda do Imperador e A Lenda de Oz.