Stranger Things“, “Game of Thrones” e “Good Omens” estão entre os destaques

Por GaúchaZH

A expectativa das plataformas de streaming para 2019 é a de um ano revolucionário. Além de lançamentos das novas temporadas de campeões de audiência – como Game of Thrones (HBO) e Stranger Things (Netflix) –, estudos indicam que o faturamento deve surpreender. Segundo levantamento da Ampere Analysis, divulgado pela Hollywood Reporter, os serviços da Netflix e da Amazon, por exemplo, devem lucrar cerca de US$ 46 bilhões no próximo ano, contra quase US$ 40 bilhões previstos pelas salas de cinema tradicionais.

Veja alguns destaques das principais plataformas para a temporada 2019, com o valor da assinatura mensal do serviço.

NETFLIX

A líder mundial do streaming planeja lançar 90 títulos originais em 2019. Em fevereiro, a plataforma aposta em The Umbrella Academy, série de super-heróis criada por Gerard Way (ex-vocalista do My Chemical Romance) e estrelada por Ellen Page. Na mesma linha, a segunda temporada de Justiceiro também está confirmada, mesmo após o cancelamento de outras produções do mesmo universo, como Demolidor e Punho de Ferro.

O carro-chefe da plataforma é Stranger Things, que deve estrear sua terceira temporada entre junho e setembro. O clima de fantasia será explorado pela adaptação de The Witcher, obra literária que também inspirou uma aclamada série de videogames. Haverá ainda uma terceira leva de episódios de The Crown, com a juventude da atual soberana britânica.

Após lançar Roma, de Alfonso Cuáron, a Netflix investe em novas produções de cineastas renomados, como Martin Scorsese (The Irishmen) e Steven Soderbergh (High Flying Bird).

Preço das assinaturas: de R$ 19,90 a R$ 37,90

HBO GO

Dez produções inéditas originais e a última temporada de Game of Thrones estão entre os destaques da HBO. A produtora irá revelar a oitava fase do seriado de fantasia medieval em abril, após quebrar o recorde da TV americana na exibição do episódio final da temporada anterior: 16,5 milhões de pessoas assistiram ao capítulo.

Além disso, a HBO prepara a segunda temporada de Big Little Lies, com Nicole Kidman e Reese Witherspoon; a sétima de Veep, comédia política premiada com Julia Louis-Dreyfus; e a terceira fase de True Detective, com o vencedor do Oscar Mahershala Ali (Moonlight), em estreia marcada para 13 de janeiro. Os fãs dos quadrinhos também estão na expectativa para o seriado de Watchmen, baseado no clássico de Alan Moore, que ainda tem poucos detalhes divulgados. Sem mês confirmado para a estreia, será o primeiro projeto de super-heróis criado inteiramente pelo canal.

Produções brasileiras também ganham espaço na HBO. A principal delas é Pico da Neblina, série assinada por Fernando e Quico Meirelles, que aborda questões sociais numa situação imaginária em que a maconha foi legalizada no país. Outra expectativa é para a estreia de O Hóspede Americano, de Bruno Barreto, sobre a visita do presidente americano Ted Roosevelt (Aidan Quinn) à Amazônia em 1913.

Preço da assinatura: R$ 34,90

 

GLOBOPLAY

Cem séries internacionais entrarão no catálogo até o fim do novo ano, entre elas The Handmaid’s Tale, The Big Bang Theory e Young Sheldon. Esta é a principal aposta da Globoplay, que quer encostar no número de assinantes da Netflix, líder dos serviços de streaming no Brasil.

Produções próprias também estarão na plataforma, como a nova fase de Sessão de Terapia, estrelada por Selton Mello e Morena Baccarin, ou as atrações inéditas Shippados e Aruanas.

– A Globoplay não tinha nenhum conteúdo que não fosse da grade da TV Globo. A grande mudança aconteceu nos últimos meses. O cinema nacional começou a entrar em maio e, no final de agosto, chegaram as séries internacionais. Nos próximos três meses, vai ser uma avalanche de conteúdo, que dará uma cara completamente diferente à plataforma – disse ao jornal Folha de S.Paulo o presidente-executivo da Globoplay, João Mesquita.

A ideia do serviço é lançar, em média, uma nova série por semana.

Preço das assinaturas: a partir de R$ 19,90

AMAZON PRIME

Ainda engatinhando no Brasil, a Amazon Prime Video está ampliando seu catálogo de forma discreta. No entanto, novas produções devem começar a conquistar os espectadores, como a estreia de Good Omens, comédia com Michael Sheen e David Tennant que é baseada na obra homônima de Neil Gaiman e Terry Pratchett. Outro seriado inspirado em obra do criador de Sandman é American Gods, que ganhará sua segunda temporada a partir de 11 de março.

Na lista de produtos originais, estão as séries Homens, criada pelo coletivo Porta dos Fundos e estrelada por Fábio Porchat, que traz uma visão masculina do mundo de hoje; e Dani Who?, que começará a ser gravada no próximo ano.

Entre conteúdos mais “antigos”, alguns dos seriados da Netflix migraram para o serviço de streaming da Amazon: as seis temporadas de Um Maluco no Pedaço e as 13 primeiras partes de Supernatural foram lançadas pela plataforma em dezembro.

Preço da assinatura: R$ 14,90