Desde 1983 que as projeções nos cinemas foram proibidas pelo governo saudita

35 anos depois de ser proibido na Arábia Saudita, as salas de cinemas voltaram a funcionar no país do Oriente Médio. O fechamento de todas as salas de cinema no país aconteceu em 1983, após uma onda ultraconservadora do Islamismo na Arábia.

A reabertura dos cinemas aconteceu mais por uma questão econômica do que cultural, pois, o governo saudita deseja expandir sua economia nas áreas de tecnologia e de entretenimento. A razão seria a queda nos preços dos barris de petróleo.

Agora, a meta é gerar mais empregos com a reabertura das salas de cinemas e reaquecer o comércio do em torno da atividade, como as compras em restaurantes e shopping centers. Não é coincidência que no último ano, o governo saudita deu permissão para as mulheres dirigem veículos e frequentarem estádios em partidas de futebol.

A primeira sessão de cinema na Arábia Saudita foi na cidade de Jeddah, com o filme Emoji: O Filme. Mesmo com a permissão do retorno dos cinemas na Arábia Saudita, os títulos exibidos passarão por controle do governo.

Atualmente, a Arábia Saudita não possui estrutura de cinemas o suficiente para acolher um grande público. Espera-se que até 2030, 300 salas sejam abertas no país.