A essência da dona da casa, a Srta. Margô, aparece logo que se entra no espaço charmoso do café e doceria na arborizada rua Santa Terezinha, no bairro Farroupilha. Um sobrado que foi renovado, deixando a fachada com tijolos a vista e detalhes fortes em vermelho e azul.

Tudo é pensado com carinho. Uma combinação de cores e épocas que te recebe com alegria e charme. Além de muito sabor e uma trilha sonora que não dá vontade de ir embora. Ah, importante: o pátio é pet friendly!

A decoração, os pratos, talheres e xícaras são antiguidades para compor o ambiente.

Confesso que me perco por lá, curtindo os detalhes.

A personagem Srta. Margô é fictícia. Foi encomendada pelos donos do lugar para uma equipe de criação – e deu tão certo que a gente consegue até reconhecê-la nos desenhos das paredes.

Além do cardápio, criativo e delicioso. Os preços são de bistrô, mas é possível encontrar combinações mais em conta – o pão de queijo, por exemplo, entrou na lista Sara Bodowsky dos pães de queijo que amo em Porto Alegre. Oi, não conhece essa lista? Mmm, é que ela viveu até esse momento na minha cabeça. Porém foi um vida linda, ok?

Olha esse pão de queijo.

O principal: ele é massudinho dentro. A cobertura, crocante, chega a esfarelar com queijo na hora que a gente morde.

Mas quem quer ir no meio termo, tem as opções de sanduíches. Esse é o Mortadela Paulista. Fiquei meio decepcionada quando me disseram que não era Ceratti, marca da tradicional mortadela do indefectível sanduíche do Mercadão, em São Paulo. Pedi mesmo assim, e não me arrependi. O preço é um pouco salgado (R$ 18) – mas garante aquele maravilhoso empilhamento de fatias do recheio. O pão é da Barbarella, um dos meus pães preferidos em Porto Alegre (lembra dessa lista que fiz?)!

Pelo mesmo valor, tem o Farroupilha Gourmet. O nome provoca: como assim, gourmetizaram o lanche mais tradicional de Porto Alegre? É isso mesmo! Quem se preocupa com títulos quando o sabor é uma delícia? Baguete, presunto, queijo, ovo frito, alface e tomate. Lindo!

Acompanhe com alguma das bebidas artesanais ou com um cold brew, infusão de café em água fria por 24 horas e servido com gelo (R$ 10).  Ando meio viciadinha nesse café, confesso.

Tem também algumas misturas criando bebidas refrescantes. Mas, todas (ou quase) levam xaropes importados com adição de açúcar, então deixo só pros dias que estou com muita vontade, mesmo (sou daquelas que escolhe as calorias leia-se o pé na jaca entre o que realmente gosta – tipo uns três sandubas e outros tantos pães de queijo, em vez de açúcar!).

Amo ficar no pátio. Amplo, em meio à arvores e plantas do jardim do casarão, lota no horário do meio-dia. A dica é um almoço mais tarde, já que os pratos quentes são servidos até a casa fechar, às 20h. Já provei o risoto de iscas de filé com queijo coalho (R$ 28), meu preferido.

Tem também o de camarão com cogumelos (R$ 39). É bom, mas sou bem mais o anterior, pelo sabor marcado.

O Srta. Margô também é uma doceria com opções para todos os tipos de formigas. Como esse brownie de chocolate branco com calda de frutas vermelhas.

Essa releitura de Red Velvet ainda não comi, mas está nos planos.

Os produtos, delicados, ficam expostos em um balcão refrigerado e oferecem também porções menores (R$5 este brigadeiro belga de Leite Ninho com Nutella aqui embaixo).

Perfeito para acompanhar o espresso de quem usa o lugar como escritório remoto. Gente como eu, que escrevi esse post em um cantinho do café.

Confere o cardápio do Srta. Margô. Eles têm uma boa carta de cervejas especiais e vinhos:

Srta. Margô

Rua Santa Terezinha, 306, Farroupilha – Porto Alegre.

Telefone: (51) 3573-0453.

Segunda a sexta, das 11h30 às 20h. Sábados e domingos, das 13h às 20h.

 

White Fly: pub cervejeiro no coração de Gramado

Um pedaço do Tibete em Três Coroas

O Butiá: fíndi do sossego em Itapuã