O ranking chega para ser um concorrente direto da Billboard

A Rolling Stone EUA vai estrear sua própria parada musical. O ranking chega para ser um concorrente direto da Billboard, que há décadas domina o meio. De início, serão cinco “Rolling Stone Charts”, com “top 100 singles” e “top 200 álbuns” como foco. As atualizações serão diárias, em contrapartida das semanais da Billboard.

Os dados serão da Alpha Data. A empresa analisa diariamente as vendas, streamings e AirPlay de músicas, artistas e álbuns. A RS também vai criar mais dois novos rankings: um com os artistas mais populares nos serviços de streaming e outro que mostrará os 25 novos nomes que estão em ascensão.

A Penske Media Corp., dona da RS EUA, acredita que a marca tem sempre que crescer e explorar. “A estratégia da PCM é constantemente envolver nosso nome e produtos em todas as plataformas de mídia. O que é imperativo e excitante sobre o Rolling Stone Charts é que vai apresentar uma quantificação transparente, granular e atualizada para refletir de fato os interesses das pessoas que estão ouvindo e permitir uma visão das tendências mundiais”, disse o CEO da Penske.