Obra é um rascunho em carvão que representa uma mulher com os seios à mostra, um sorriso tímido, sentada na mesma posição que a famosa Mona Lisa do Museu do Louvre

Por GaúchaZH

Um desenho da Mona Lisa Nua conservado ao norte de Paris foi realizado no ateliê de Leonardo da Vinci com sua “muito provável participação”, segundo o veredito de várias análises científicas.

— Há uma grande probabilidade de que Leonardo tenha feito a maior parte do desenho — afirmou Mathieu Deldicque, conservador do patrimônio do Museu Condé, no Castelo de Chantilly.

— Mas queremos ser sérios e científicos. Não temos uma certeza absoluta e nunca a teremos — admitiu.

A Mona Lisa Nua é um rascunho em carvão que representa uma mulher com os seios à mostra, um sorriso tímido, sentada na mesma posição que a famosa Mona Lisa do Museu do Louvre.

As análises com microscópio revelaram que foi desenhado por uma pessoa canhota, e Da Vinci (1452-1519) desenhava com a mão esquerda.

Durante muito tempo, foi considerada uma obra original de Da Vinci, que teria servido para executar a pintura de uma Mona Lisa Nua, conservada atualmente no Museu Hermitage, em São Petersburgo.

Mas este óleo foi finalmente considerado uma simples cópia de seu ateliê, de modo que o desenho deteriorado pelo tempo e pela umidade acabou sendo igualmente relegado a segundo plano.

A preparação de uma exposição prevista para junho de 2019 em Chantilly com motivo dos 500 anos da morte de Leonardo Da Vinci levou o museu Condé a fazer com que este desenho fosse analisado pela primeira vez.

— Descobrimos muitos elementos novos, sobretudo estes traços de canhoto — segundo Deldicque.

Além disso, “a qualidade do desenho”, assim como o uso da técnica do esfumaçado, apreciada pelo artista, também apontam para sua autoria.

Por último, o desenho foi modificado durante sua realização, “o que prova que não é uma cópia, mas uma obra original do criador”, segundo o conservador.