Cientista holandês elaborou fórmula para calcular quais canções passam uma sensação mais positiva aos ouvintes

O que faz uma música ser mais ou menos feliz, mais ou menos animadora? Diversos estudos já foram feitos a respeito; analisando desde letras e temáticas até as notas e instrumentos musicais utilizados – sabe-se, por exemplo, que o cérebro costuma associar melodias mais rápidas e tons mais agudos à felicidade, assim como melodias mais lentas e tons mais graves passam uma impressão melancólica. Quanto mais dissonantes forem as combinações entre diferentes notas musicais, mais a faixa pode evocar sentimentos desagradáveis, como angústia e solidão – e combinações harmônicas, pelo contrário, transmitem sensação de paz e contentamento.

Queen - Don't Stop Me Now

Usando a análise de três elementos básicos – a temática da letra, o tom e o andamento da música -, Jacob Jolij, neurocientista cognitivo da universidade de Groningen, da Holanda, decidiu listar aquelas que seriam as “músicas mais inspiradoras” de todos os tempos: Jolij usou uma fórmula desenvolvida por ele mesmo, que atribui pontos aos fatores listados. E a canção que ficou no topo do ranking foi Don’t Stop Me Now, do Queen – seguida por Dancing Queen, do Abba, e Good Vibrations, dos Beach Boys. Faixas de artistas como Cyndi Lauper, Bon Jovi e Gloria Gaynor também entraram na lista.

Confira o ranking elaborado por Jolij. Você concorda com a seleção?

1 – Queen – Don’t Stop Me Now

2 – Abba – Dancing Queen

3 – The Beach Boys – Good Vibrations

4 – Billy Joel – Uptown Girl

5 – Survivor – Eye of the Tiger

6 – The Monkees – I’m a Believer

7 – Cyndi Lauper – Girls Just Wanna Have Fun

8 – Bon Jovi – Living on a Prayer

9 – Gloria Gaynor – I Will Survive

10 – Katrina & The Waves – Walking on Sunshine