Ayub Ferreira, de sete anos, e seu irmão Mahmud, 11, foram sequestrados em 2014 em Trinidad e Tobago por seu pai

Roger Waters usou seu jato particular para reunir uma mãe a seus dois filhos que não via desde 2014. Waters levou Felicia do Caríbe até a fronteira do Iraque onde, com a ajuda de uma advogada britânica dos direitos humanos, conseguiu se reencontrar com eles.

Ayub Ferreira, de sete anos, e seu irmão Mahmud, 11, foram sequestrados em 2014 em Trinidad e Tobago por seu pai, que decidiu levá-los à região de Raqa, antiga “capital” do EI no norte da Síria.

Um responsável das autoridades curdas, encarregado das Relações Exteriores, Fener Al Gayit, indicou que as crianças foram encontradas na região de Raqa há alguns meses e depois se mudaram para áreas sob o controle da SDS.

Ele informou que o pai, um soldado da EI, “se casou com outra mulher”. “Ele foi morto e sua esposa fugiu”.

Leia mais:

Turnê de Roger Waters não recebeu recurso via Lei Rouanet, diz ministério ao TSE

Confira episódios da militância política de Roger Waters em cima e fora do palco

Roger Waters se justifica após projetar “Ele Não” durante show no Brasil