O show acontece neste sábado no Rancho do Bastião, em Sambaqui

Completando 20 anos de uma bem sucedida carreira, a catarinense Bïa, hoje radicada no Canadá, iniciou sua carreira na França, quando foi descoberta pelo consagrado produtor, ator, diretor, intérprete e compositor francês Pierre Barouh, embaixador da música brasileira na Europa. Hoje, ela se divide entre palcos e estúdios dos dois países. E, neste sábado, no Sambaqui, Bïa apresenta a seus conterrâneos versões em francês de composições de grandes nomes da música brasileira, com foco para Chico Buarque de Holanda, e músicas autorais de seu álbum Navegar. A apresentação é feita na companhia dos músicos Bruno Moritz e Luiz Sebastião.

Bïa

Bïa – que, além de cantora e compositora, também é guitarrista -, transita entre o português, inglês, francês e espanhol, em diversos ritmos. Ela tem seis álbuns, todos premiados na França e no Canadá – inclusive o disco Coer Vagabond, lançado em 2006 pela Sony-BMG, que lhe rendeu o prêmio francês Grand Prix de l’Académie Charles Cros e o prêmio canadense Juno Award for World Music – Álbum of the Year (Félix du Meilleur Album Musiques du Monde 2006): um trabalho de beleza e originalidade composto de seis versões brasileiras de canções francesas (de Gainsbourg, Brassens e Voulzy) e seis versões francesas de músicas de compositores brasileiros (Chico, Caetano, Djavan e Vinícius), além de uma faixa autoral, Bilíngue, que com humor ilustra o encontro de duas culturas feitas para se amarem.

Não menos conhecidos são os álbuns Nocturno e Bandidas – esse último, um encontro explosivo de Bïa com a cantora mexicana Mamselle Ruiz, no qual interpretam composições e grandes clássicos da cultura latino-americana.

Serviço
Show de Bïa Krieger
Quando: Sábado, dia 1º de dezembro, às 20h.
Onde: Rancho do Bastião (Rua Gilson da Costa Xavier, 2861 – Sambaqui, Florianópolis)
Valor do ingresso: R$ 50
Reservas: (48) 99948-0248 e (48) 99136-3778