O músico foi encontrado morto em sua casa no último sábado, dia 18 de março

Em 18 de outubro de 2016 – aniversário de 90 anos de Chuck Berry -, uma informação foi postada no site oficial do músico: a de que o artista, ícone da música e considerado “o pai do rock”, lançaria um novo álbum em 2017. Batizado simplesmente de Chuck, o disco sairia via Dualtone Records, selo da Entertainment One Company; e seria, segundo o próprio Chuck, dedicado à sua esposa Themetta Berry. A formação responsável pela gravação incluía seus filhos Charles Berry Jr. (guitarra) e Ingrid Berry (gaita), além de Jimmy Marsala (baixo), Robert Lohr (piano) e Keith Robinson (bateria). A promessa era que mais informações sobre o trabalho seriam divulgadas em breve, o que acabou não acontecendo.

chuck

Não deu tempo: Chuck Berry foi encontrado morto em sua casa em St. Charles, nos Estados Unidos, na tarde do último sábado, dia 18 de março. O músico, que tinha 90 anos, seguiu fazendo música e apresentações ao vivo até o fim. Influenciado pelo blues e pelo jazz, o artista fez suas primeiras gravações na década de 1950, misturando country, solos de guitarra e letras irreverentes, moldando os primórdios do rock’n’roll com seu jeito explosivo de tocar. Entre suas canções mais icônicas, estão sucessos de influência incalculável, como Maybellene, Roll Over Beethoven, Brown Eyed Handsome Man, Rock and Roll Music, Sweet Little Sixteen e Johnny B. Goode.

Pouco tempo antes da morte de Chuck, a ideia era lançar o primeiro single do álbum auto-intitulado dentro de poucas semanas – o que dá esperança aos fãs de que o disco ainda possa ver a luz do dia. Joe Edwards, amigo pessoal do músico, diz que já ouviu o trabalho, e classificou-o como “sensacional”.

Relembre a vida e a carreira de Chuck Berry na galeria de fotos (clique em cada imagem para ampliar):