A última performance pública do grupo aconteceu em 1996

Uma das brigas mais longevas do rock pode ter chegado ao fim: nesta segunda-feira, Ray Davies, frontman do The Kinks, revelou ao Channel 4, do Reino Unido, que está trabalhando em estúdio com seu irmão Dave Davies e o companheiro de banda Mick Avory – segundo o músico, o trio está produzindo um novo álbum da banda. “O problema é que os dois integrantes remanescentes – Mick e meu irmão Dave – nunca se deram muito bem”, contou Ray Davies. “Mas de alguma forma eu fiz a dinâmica em estúdio funcionar.”

Ray Davies

“Eu tenho todas estas músicas que escrevi desde que o grupo se afastou, e eu acho que é uma hora apropriada para trabalhar nelas”, prosseguiu o vocalista. Quando perguntado se o The Kinks vai oficialmente se reunir, ele brincou: “Oficialmente, sim… Em um pub, logo mais tarde.” Mas então respondeu: “Acho que não seria tão bem organizado quanto com os Rolling Stones, por exemplo. Os Rolling Stones merecem todos os elogios por serem ótimos com publicidade, e uma banda incrível, e ótimos organizando suas carreiras. É inspirador vê-los fazendo tudo isso. O The Kinks provavelmente só vai tocar no bar da cidade.”

Depois de alguns lançamentos sem grande repercussão nos anos 1990, e devido a desavenças criativas entre Ray Davies, Dave Davies e Mick Avory, a banda acabou se afastando – embora nunca tenha anunciado um “término” oficial. A última apresentação em público do The Kinks foi em 1996. No ano passado, Ray Davies lançou Americana, seu primeiro disco solo desde Working Man’s Cafe, de 2008.