O vocalista do Black Sabbath deixou claro que não está dando adeus aos palcos, e sim às turnês mundiais

Depois de se despedir dos palcos com o Black Sabbath, Ozzy Osbourne está se preparando para desacelerar também na carreira solo: nesta segunda-feira, o músico anunciou uma turnê mundial de despedida, que deve levar o artista a diversos países até 2020 – e o Brasil está na rota. O início da tour está marcado para maio, com shows agendados no México, Chile e Argentina – e, logo em seguida, quatro apresentações no Brasil: em São Paulo, no dia 13; Curitiba, no dia 16; Belo Horizonte, no dia 18; e Rio de Janeiro, no dia 20. Ainda não há informações sobre locais ou preços e vendas de ingressos.

A turnê, porém, não significa que Osbourne vá deixar de se apresentar ao vivo: “As pessoas ficam me perguntando quando vou me aposentar”, disse o vocalista em um comunicado oficial. “Esta será a minha última turnê mundial, mas não posso dizer que não vou fazer alguns shows aqui e ali.” O guitarrista Zakk Wylde (que gravou com Osbourne o disco No More Tears, de 1991), o baixista Blasko, o baterista Tommy Clufetos (que tocou nas últimas turnês do Black Sabbath) e o tecladista Adam Wakeman vão acompanhar o músico na turnê de despedida.

A turnê final do Black Sabbath, intitulada The End Tour, terminou em fevereiro deste ano, em Birmingham, na Inglaterra, cidade natal do grupo.