Max Cavalera e seu irmão Igor decidiram não aparecer no novo documentário sobre o Sepultura, atualmente em produção

Três anos depois de sua última passagem por aqui, Max Cavalera e sua banda Soulfly voltam ao Brasil, desta vez com a turnê do álbum Archangel. O grupo tem cinco shows marcados no nosso país – e o primeiro deles acontece em Florianópolis, no John Bull, em 6 de abril. Depois, os músicos seguem para o Rio de Janeiro, no dia 7; Fortaleza, no dia 8; Ribeirão Preto, no dia 9; e São Paulo, no dia 10. Os ingressos já estão à venda – as entradas para o show em Floripa podem ser adquiridas via Blueticket, por R$ 70.

Soulfy Max Cavalera

Um dos fundadores do Sepultura, Max Cavalera deixou a banda em 1996 e montou a Soulfly. Mesmo assim, nos shows, Max promete tocar sucessos de sua primeira banda.

Falando em Sepultura, um novo documentário sobre o grupo ganhou um teaser nos últimos dias. Ainda sem título oficial, a produção, da InterFace Filmes, tem direção de Otavio Juliano, que vem acompanhando a banda nos últimos anos. O filme deve mostrar o processo de gravações dos dois discos mais recentes do Sepultura, Kairos e The Mediator Between Head And Hands Must Be The Heart, tudo complementado por imagens de shows e vídeos antigos e pouco divulgados do grupo. O documentário não conta com depoimentos dos irmãos Max e Igor Cavalera, o que já causou polêmicas: o guitarrista Andreas Kisser já comentou que “a escolha dos Cavalera de não fazer parte é uma decisão deles”, e que “nós respeitamos, mas não concordamos, porque a intenção do filme não é lavar roupa suja.”

Veja o teaser abaixo:

O Sepultura está atualmente preparando um novo trabalho de estúdio; e, nos dias 26 e 27 de março, faz dois shows em São Paulo, comemorando os 20 anos do álbum Roots.