transtorno

O aumento de peso repentino ou redução do peso devem sempre alertar o profissional da saúde para outros diversos problemas mais profundos, sejam físicos ou emocionais. Sabemos que pessoas vítimas de abuso físico ou emocional apresentam grande tendência de desenvolver transtornos alimentares após o abuso. Hoje, sabemos que o abuso emocional deixam marcas para uma vida, portanto o tratamento nutricional associado ao tratamento psicológico é de extrema importância. E você sabe o que é e o que inclui abuso emocional?

“O abuso emocional inclui comportamentos não-físicos como ameaças, insultos, monitoramento constante, mensagens de texto excessivas, humilhação, intimidação, isolamento ou perseguição (“stalking”). Há muitas atitudes que podem ser qualificadas como abuso emocional ou verbal”

Xingar ou botar você para baixo.
Gritar com você.
Constranger você em público propositalmente.
Impedir que você veja seus amigos ou familiares.
Dizer o que você deve fazer ou vestir.
Usar comunidades online ou celulares para controlar, intimidar ou humilhar você.
Culpar você pelas atitudes abusivas dele.
Perseguir você.
Ameaçar cometer suicídio para impedir que você termine com ele.
Ameaçar machucar você, seu bichinho de estimação ou as pessoas de quem você gosta.
Fazer você se sentir culpada ou imatura por não consentir a atos sexuais.
Ameaçar expor seus segredos, como sua orientação sexual ou seu status de imigração.
Espalhar boatos sobre você.
Ameaçar tirar seus filhos de você.

Após anos de abuso sabemos que uma pessoa pode tornar-se por exemplo um obeso mórbido para tentar não chamar mais a atenção do abusador, escondendo-se atras de seu excesso de peso como se isso fosse um verdadeiro escudo contra ele, o mesmo ocorre com a anorexia onde a pessoa evita ganhar peso e prende-se a um corpo esquelético com o mesmo propósito. Lembrando que não é correto afirmar que pessoas com obesidade ou outros transtornos alimentares sofreram abuso físico ou emocional, mas alertar profissionais da saúde que a questão de peso vai muito além de fazer dieta, mas sim conhecer as causas que levam ao aumento ou redução de peso.

Fica o alerta aos familiares ou profissionais da saúde, que o abuso físico ou emocional destroem a auto estima da vítima e que podem estar ligado aos transtornos alimentares.

Fonte: www.livredeabuso.com.br/abuso-emocional