O coletivo musical Nubiyan Twist está ganhando os holofotes em sua terra natal com o álbum “Jungle Run”. O trabalho une elementos de jazz, soul, hip hop, estilos africanos, latim, dub, hip hop e música eletrônica. O single ‘Sugar Cane’, com os vocais da principal cantora do grupo, Nubiya Brandon, e o álbum lançado no final de 2018 no mercado internacional, marcam mais um grande avanço para uma banda que vem se desenvolvendo e evoluindo consistentemente desde sua formação em 2015 no ‘Leeds College Of Music’.

“Jungle Run” é mais aventureiro que o anterior. Este primeiro disco pelo selo ‘Strut’, chegou ao mercado trazendo um conjunto de 10 faixas com a assinatura de alguns dos melhores músicos da nova geração do soul produzido no Reino Unido.

A variedade de influências globais e diversidade musical da banda é destacada em todo o disco. Os vocalistas convidados especialmente para o álbum, variam de faixa para faixa, com destaque para Nubiya Brandon em quatro canções. Músicos e compositores também gravam como cantores neste trabalho que não mostra limites no processo criativo. Enquanto o percussionista Pilo Adami assume os vocais e arranjos na faixa bossa/jazz, “Borders”, o saxofonista Nick Richards lidera duas músicas, incluindo o primeiro single “Tell It To Me Slowly”.

O disco também apresenta colaborações de dois ícones africanos lendários, o mestre Tony Allen em “Ghosts” e o pioneiro do Ethio-jazz, Mulatu Astatke, em “Addis to London”.

A banda com sede em Londres, Nubiyan Twist, está deixado sua marca no cenário musical do Reino Unido desde 2015 com alguns lançamentos sólidos, mas o mais recente álbum, “Jungle Run”, apresenta as melhores e mais diversificadas gravações do coletivo até hoje.

 

 
Vídeo e fotos – divulgação.