Madonna acaba de anunciar a turnê do novo álbum “Madame X”, disco previsto para ser lançado na íntegra no dia 14 de junho. Geralmente ao anunciar os shows, o esperado é que os locais dos espetáculos sejam grandes arenas ou estádios. Só que agora será diferente, não se sabe se é o efeito ‘Bruce Springsteen na Broadway’, mas a rainha do pop fará shows em teatros. Não será na Broadway, mas em teatros pequenos.

Já faz algum tempo que obter ingresso VIP para um show está ficando cada vez mais caro. Parece que o fã faz de tudo para ter a experiência de ver seu ídolo de perto. Ingressos que chegavam a 500 dólares vão para 800, sem explicação alguma e, apesar de existir lei que proíbe cobrança de taxas, elas ainda estão sendo cobradas. Agora com a estratégia de apresentar espetáculos de artistas de primeiro escalão em lugares menores, os preços aumentam ainda mais.

Diversas datas da “Madame X Tour” foram confirmadas pela equipe de Madonna. Em Nova York, os shows acontecem entre os dias 12 e 22 de setembro e a turnê passará também por Chicago e Los Angeles. Todas essas cidades já estão com vendas de ingressos encerradas pelo site Ticketmaster. Os valores estão entre 52 e 1.995 dólares, algo próximo de 200 a 8.000 reais.

Bem, tem ingressos por valores menores, mas provavelmente quem conseguir comprar, deve ver o show lá no fundo, de longe. Na venda on line, as pessoas tiveram que entrar na fila pra poder comprar e, a procura foi tão grande, que a artista já marcou mais cinco shows em Nova York, mais quatro em Los Angeles e mais datas virão em outras cidades.

O pacote mais caro é o “Medellin VIP”, com direito a lugar na primeira fila, acesso aos bastidores, foto em grupo no palco (sem Madonna), prioridade na compra de produtos oficiais da cantora, recepção antes do show com comidas e bebidas (também sem Madonna), um cartão laminado VIP, uma foto no tapete vermelho na entrada do local e acesso a uma entrada exclusiva. Alguns fãs terão a oportunidade de comprar ingressos a 10 dólares, no site oficial da artista, mas serão apenas 10 unidades por concerto.

Muitos seguidores da cantora se posicionaram nas redes sociais, dizendo coisas como “pense nos seus fãs, os preços estão impossíveis!” e outros chegaram a usar a palavra “mercenária”.

Em pronunciamento, Madonna disse: “Madame X gosta de tentar coisas novas. Esta turnê é apenas o começo. Minha vó dizia que reclamar é anunciar a própria estupidez”.

Depois de estrear nos EUA, a turnê vai partir para Lisboa, Londres e Paris, também com shows em teatros pequenos. Para comemorar o retorno da artista, alguns fãs de Londres fizeram um ‘Flashmob’ na porta do histórico teatro Palladium, inaugurado em 1910, e com seis datas já divulgadas: 26, 27, 29, 30/Janeiro e 01 e 02/Fevereiro de 2020.

 

 
Vídeo e foto – divulgação.