“Somos” é o segundo álbum do cantor e compositor pernambucano Barro. De acordo com o músico, o disco reflete seu olhar sobre a coletividade, os encontros, o que se estabelece na troca de aprendizados, o fio condutor que nos liga como sociedade. O novo trabalho surge dois anos depois de “Miocárdio”, o disco de estreia.

Revelado no grupo recifense Bande Dessinée, Filipe Barros, conhecido no cenário musical como Barro, afirma que “Somos” não apenas reflete os caminhos pelo Brasil que os shows da turnê “Miocárdio” o fez percorrer, ele foi concebido integralmente na estrada.

Estas andanças do artista entre festivais e shows promoveram uma aproximação ainda maior com duas figuras fundamentais para a confecção do álbum, Guilherme Assis e Ricardo Fraga, parceiros de banda e produtores do disco. Juntos, os três fizeram dos palcos um laboratório de produção, uma experiência de sonoridades, fazendo as conexões necessárias surgirem.

No álbum, Barro dá voz a dez músicas, sendo que duas delas já foram lançadas anteriormente como singles – ‘Fogo Tenaz’ e a faixa-título ‘Somos’. Cinco das dez músicas são criações solitárias do compositor. As outras cinco são assinadas por ele com os parceiros DJ Negralha, Guilherme Assis, Jessica Caitano, Helder Lopes, Luiz Gabriel Lopes, Ricardo Fraga e Rogério Samico.

Em destaque na itapema, a canção ‘Somos’, segundo Barro, “foi a primeira música que surgiu desse novo ciclo de composições e veio de uma forma potente, como se apontasse para um novo caminho. Além disso, é uma tradução do espírito do disco e do nosso tempo, a afirmação da coletividade, da força da união das energias.”

 

 
Vídeo e foto – divulgação.