O supergrupo The Good, the Bad and the Queen, formado por Damon Albarn (Blur, Gorillaz), o baixista Paul Simonon (The Clash), o guitarrista Simon Tong (The Verve), e o lendário percussionista Tony Allen, lançou seu álbum de estréia auto-intitulado em 2007. Os músicos estão de volta com seu primeiro álbum em mais de uma década. O novo álbum, “Merrie Land”, vai sair no dia 16 de novembro.

Inicialmente “The Good, The Bad and the Queen” (O Bom, O Mau e a Rainha) iria batizar um disco solo de Albarn, porém mais tarde foi anunciado que o projeto solo foi descartado e o nome seria utilizado pelo quarteto. O autointitulado disco de estreia do grupo, cujo tema principal é a cidade de Londres, foi lançado em janeiro de 2007. O álbum contou com a produção de Danger Mouse, da dupla Gnarls Barkley, que já havia trabalhado com Albarn e Tong no disco “Demon Days”, do Gorillaz.

Ontem, o grupo não só oficializou o lançamento do novo registro, como também divulgou maiores detalhes da obra, como a arte de capa e a faixa título. O quarteto mostrou o primeiro single, homônimo ao disco, através de um videoclipe. A produção do registro ficou a cargo de Tony Visconti, colaborador de longa data de David Bowie.

No vídeo, Albarn aparece expondo sua veia sociopolítica, com uma marionete cantando a música. Em nota, a banda escreveu:

“O álbum é uma carta de despedida relutante, uma série de observações e reflexões sobre britanismo em 2018 e um belo e esperançoso hino à Grã-Bretanha de hoje”.

 

 
Vídeo e fotos – divulgação.