Recém-premiado no ‘Worldwide Awards 2018’, o Ezra Collective continua sua ascensão gloriosa

O quinteto de jazz de Londres acaba de lançar “Reason In Disguise”, um novo trabalho temperado pela voz da elogiada Jorja Smith.

Este é seu primeiro material novo desde o lançamento de 2017, “Juan Pablo : The Philosopher”, mixado por Floating Points no lendário ‘Abbey Road Studios’. Desde então, o Ezra Collective tem trabalhado duro nos estúdios com Jorja Smith neste novo álbum, muito suave e cheio de soul.

O grupo fez sucesso quando tocou no mundialmente famoso clube de jazz ‘Ronnie Scott’ em abril do ano passado. Com um repertório intenso que incluiu um cover do hino político de Fela Kuti, ‘Zombie’, a banda logo recebeu o convite para retornar ao local, onde esgotou diversos shows novamente este ano.

O novíssimo “Reason In Disguise” tem uma forte influência do soul vindo de nomes como D’Angelo, Pino Pallidino e o pianista de jazz Robert Glasper.

Impulsionado por ritmos tribais, o jazz da banda jovem não passa despercebido. Além disso, “Juan Pablo : The Philosopher”, acaba de ganhar o prêmio de “Melhor Álbum de Jazz” no Worldwide Awards 2018. Nada mal para um primeiro EP!

Quanto ao mais novo single “Reason In Disguise”, o irresistível groove da bateria de Femi Koleoso se conecta perfeitamente com a presença vocal da sensação atual feita na Inglaterra soul, Jorja. A colaboração aqui é sublime, os vocais suaves e emotivos da cantora flutuam naturalmente sobre os instrumentais sonhadores. Ela traz o soul e os rapazes seguem o exemplo.

 

 
Vídeo e fotos – divulgação.