David Byrne foi o convidado musical no episódio da noite de sexta-feira passada do programa “The Late Show with Stephen Colbert”. Ele apresentou “Everybody’s Coming to My House”, um dos destaques do seu novo álbum, ‘American Utopia’.

O novíssimo disco do artista chega ao mercado refrescando a memória dos fãs antigos que celebravam sua antiga banda, os Talking Heads. As colaborações dão o toque contemporâneo, com convidados especiais como : Oneohtrix Point Never, Jam City, Sampha, e o lendário Brian Eno, co-produtor do trabalho.

Além da performance, Byrne também se sentou com Colbert para discutir o primeiro LP solo em 14 anos. O disco faz parte de um projeto multimídia maior, intitulado “Reasons to Be Cheerful”, que tenta espalhar positividade e também explora o estado do mundo na atualidade : quem somos e o que esperamos ser.

“Essas músicas não descrevem um lugar imaginário ou impossível, mas sim tentam retratar o mundo em que vivemos agora”, disse ele. “Muitos de nós, desconfio, não estão satisfeitos com esse mundo – o mundo que fizemos por nós mesmos. Olhamos em volta e nos perguntamos – bem, tem que ser assim? Existe outra maneira? Essas músicas são sobre essas reflexões”.

Sobre a apresentação da música ao vivo, Byrne realizou uma performance única, onde ele e sua banda se moveram livremente ao redor do palco do Late Show. Surpreendendo o público presente, além de conduzir a coreografia, em certo ponto, o músico contou com dois dos cantores de apoio, que se sentaram ao lado de Colbert na poltrona dos convidados. Genial!

“A banda e eu estaremos testando as novas ideias na frente de uma audiência ao vivo durante um pequeno número de shows em março”, disse Byrne anteriormente em um comunicado. “Vamos fazer algumas músicas novas e muitas outras que, suponho, sejam conhecidas. Estou animado. Esta é a turnê mais ambiciosa que fiz desde os shows que foram filmados para “Stop Making Sense”, então estou com os dedos cruzados”.

 

 
Vídeo e fotos – divulgação.