Chega ao mercado no dia 11 de maio, o primeiro álbum solo em seis anos do influente guitarrista, cantor e compositor norte-americano Ry Cooder. Intitulado ‘The Prodigal Son’, o trabalho será lançado pela Fantasy Records.

Gravado em Hollywood, o 16º álbum de estúdio do músico foi produzido por ele com seu filho e colaborador principal, Joachim Cooder. É descrito como uma representação musical da América moderna através das canções dos Pilgrim Travelers, dos Stanley Brothers, do Blind Willie Johnson e do próprio Cooder.

O conjunto de 11 faixas inclui três originais de Cooder, que se assemelham a sua seleção pessoal de referências favoritas do século passado, que têm grande ressonância no mundo moderno. “Eu conecto as dimensões político-econômicas com a vida das pessoas, já que elas estão em risco e oprimidas por todos os lados em nosso mundo de hoje”, disse o artista.

O novo trabalho atualiza a profunda contribuição de Cooder para a música e a cultura contemporânea em quase 50 anos de carreira. Considerado o 31º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone, ele continua sendo uma voz inspiradora no cenário musical, com um vasto catálogo de álbuns solo, colaborações e trilhas sonoras.

O sucessor de ‘Election Special’, o último trabalho de estúdio de 2012, estará disponível no dia 11 de maio com o curioso título ‘The Prodigal Son’. Para apresentar o conceito do disco, Cooder liberou uma das três músicas originais do novíssimo álbum, a faixa “Shrinking Man”.

 

 
Vídeo e foto – divulgação.