Não basta ser bom e inventivo sozinho, tem que ter outra alma semelhante para compartilhar liberdade e criatividade. Ainda bem. Isso porque acaba de sair o novo álbum do incrível trompetista alemão Till Brönner, intitulado “Nightfall” e, dessa vez, ele divide as melodias com um expert do contrabaixo, Dieter Ilg.

A escolha do repertório é uma prova de que os músicos não quiseram ou não se preocuparam em se ajustar a qualquer tipo de classificação. Se o jazz fosse sempre uma expressão de liberdade individual, então esta independência se manifesta aqui, sem mitos, na abordagem do material e pelo tratamento espontâneo.

Canções de Leonard Cohen, Beatles, peças de Jerome Kern, Johnny Green e Ornette Coleman, composições de Johann Sebastian Bach e Melchior Vulpius, e até algumas criações próprias, trazem a verdadeira gama de intenções e influências dos artistas. Em cada música, os dois acham ângulos e perspectivas novas e inventivas. Não há solos no sentido clássico do jazz. Como em qualquer boa conversa que se desenrola naturalmente, as linhas de argumento vão e vêm quando o fluxo de pensamentos é completamente gratuito.

 

“Nightfall” é fruto de uma colaboração longa e intensa entre dois grandes contadores de histórias, ao mesmo tempo em que revela uma consumação, um inventário e uma promessa para o futuro, uma declaração apaixonada pelo jazz.

Tracklisting :

1. A Thousand Kisses Deep – Leonard Cohen / Sharon Robinson

2. The Fifth of Beethoven – Ornette Coleman

3. Nightfall – Till Brönner / Dieter Ilg

4. Nobody Else But Me – Jerome Kern / Oscar Hammerstein II

5. Air – Johann Sebastian Bach

6. Scream & Shout – Will.i.am / Jef Martens / Jean Baptiste

7. Wetterstein – Till Brönner / Dieter Ilg

8. Eleanor Rigby – John Lennon / Paul McCartney

9. Peng! Peng! – Till Brönner / Dieter Ilg

10. Body and Soul – Johnny Green

11. Ach bleib mit deiner Gnade – Melchior Vulpius

 

 
Videos e fotos – divulgação.