Dois meses depois de apresentar ao mercado um novo álbum, o cantor e compositor irlandês Van Morrison, aos 72 anos, acaba de lançar outro. O trabalho é devidamente intitulado “Versatile”, seu 38º álbum, sucessor do incrível “Roll With The Punches” – que você já confere na itapema desde a estreia, em setembro.

Enquanto o disco anterior aborda clássicos de blues e soul, o ‘versátil’ artista agora apresenta o seu olhar para clássicos do jazz, ao mesmo tempo em que revela aos fãs algumas surpresas, como novas composições originais recém-escritas.

Aqui, ele mistura as versões divertidas que fez para as músicas dos irmãos George e Ira Gershwin (“A Foggy Day”) e Cole Porter (“I Get A Kick Out Of You”) com leituras mais contemplativas, mas não menos inspiradas como : “I Left My Heart In San Francisco” e um clima bluesy para o standart “Makin’ Whoopee”.

 

O artista ainda entrega seis novas músicas que escreveu para este conjunto. Entre elas, “I Forgot That Love Existed”, “Only A Dream” e “Take it Easy Baby”, que podem não criar novos padrões, mas revelam mais uma vez o lado criativo de uma lenda da música.

“Versatile” não é tão admirável quanto o seu antecessor mas pode, em última instância, ser uma pequena adição ao catálogo volumoso do ícone irlandês, é outro exemplo do instinto inimitável de Van Morrison como intérprete e arranjador.

 

 
Videos e fotos – divulgação