O Vintage Trouble é um quarteto baseado em Los Angeles. A sonoridade – que mistura os tradicionais estilos : R&B, principalmente o blues, soul e rock dos anos 50 e 60 – atrai cada vez mais fãs por onde passam nas turnês. Reflexo dos shows de abertura que a banda realiza para artistas como : The Who, Rolling Stones, AC/DC, Lenny Kravitz e Willie Nelson.

Na recente sessão de estúdio gravada no ‘Paste Studios’ em Nova York, eles surpreenderam seu público ao exibir um lado mais suave do que costumam fazer ao vivo. Temperadas pelo clima acústico, algumas das melhores músicas dos dois primeiros discos – ‘The Bomb Shelter Sessions’ (2011) e ‘1 Hopeful Rd’ (2015) , e uma faixa inédita, “Knock Me Out” – ganharam uma nova roupagem.

Vintage Trouble press image 2013 • photographer Lee Cherry

Apesar de não apresentar grandes novidades sonoras que possam abalar os alicerces da música moderna, a mistura da banda soa empolgante, intensa e refrescante. Exatamente porque o som traz a sensação de algo familiar que, apesar de conhecido, ainda não foi totalmente desvendado.

A Vintage Trouble ganhou os holofotes em 2010, com o som enérgico do álbum de estréia ‘The Bomb Shelter Sessions’ (2011), conquistando um sucesso surpreendente, tanto que pouco tempo depois que o trabalho saiu eles foram convidados para tocar no celebrado programa musical da rede BBC – ‘Later… With Jools Holland’.

 

Não demorou para o grupo participar das turnês de grandes nomes da música e logo abrir shows de bandas icônicas. O segundo álbum (e o primeiro em uma grande gravadora, nada menos que a ‘Blue Note Records’), intitulado “1 Hopeful Rd” (2015), ajudou a consolidar essa repercussão. Um disco com um pé no passado e os olhos no futuro.

 

Atualmente a Vintage Trouble está trabalhando no terceiro álbum de estúdio com lançamento previsto para 2018. A banda divide o tempo entre as gravações e a turnê que estão fazendo ao lado do músico e produtor de Nova Orleans, Trombone Shortye.

 

 
Videos e foto – Divulgação