O Father John Misty é um projeto consumado. No mais recente trabalho, o terceiro álbum solo “Pure Comedy”, ele questiona o valor do entretenimento, do capitalismo e da religiosidade em uma odisseia esmagadora através da mente do músico norte-americano Josh Tillman.

FJM001

A expectativa em torno de “Pure Comedy”, que está chegando esse mês ao mercado, cresceu a ponto de Tillman ser sondado por grandes gravadoras, coisa que ele recusou. “Não pertenço a elas. Assinar com grandes gravadoras é estúpido”, disse ele em entrevista. O registro tem uma sonoridade inspirada no reggae. “Estou orgulhoso do quão generoso é esse disco”, completou.

Enquanto o álbum “I Love You, Honeybear” expande seus ambiciosos vôos musicais e temáticos, o sucessor “Pure Comedy” é uma grande novela americana, uma pausa inteligente e desesperada para o que está errado para o músico : o absurdo, a religião, a euforia de tudo. Com produção e arranjos ainda mais refinados que o antecessor, “Pure Comedy” chega tomado por uma atmosfera densa e reflexiva.

O artista também aproveitou a oportunidade para liberar um documentário de 25 minutos sobre o processo de composição do registro e também algumas prévias das novas faixas. A arte de capa do trabalho foi feita por Ed Steed e tem quatro variações.

 

Josh Tillman gravou uma sequência de bons trabalhos solo durante a última metade da década, mas ele ganhou uma parte dessa fama com a banda Fleet Foxes por quatro anos. Tillman afirmou que foi difícil pra ele se apresentar no último show com o grupo em clima de despedida, mas seguiu firme na sensação de perseguir um novo caminho como compositor no álbum de estréia do Father John Misty, “Fear Fun” (2012). Na época, considerando a vibração do álbum, faz sentido que ele tenha emprestado sua bela voz para a releitura de “Do You Realize?” do The Flaming Lips – destaque de hoje na itapema.

 

 
Foto e videos : Father John Misty – Divulgação.