Direto de Londres, Dominic Silvani fala com o GiraMundo itapema sobre sua música, álbum novo, Brasil e a parceria com o amigo Andy Mitty, que somam mais de vinte anos de amizade. Unidos pela música, eles assinam “The Avon Guard”. O duo começou no ano passado com o lançamento do single “Forget”, faixa já bem conhecida dos ouvintes da itapema.

TAG004

Dominic foi vocalista da “Penelope’s Web” nos anos noventa e Andy era líder de uma banda Indie chamada “Transistor”. Porém o destino queria que ambos unissem suas carreiras e a estreia é promissora. “Forget” parece ter saído da trilha de um filme de David Linch com seus riffs e sintetizadores sutis. É uma canção despojada, que realmente mostra o poder da voz de Dominic, o talento de Andy nos arranjos e o comprometimento com o que ainda está por vir, seu primeiro álbum assinando como o duo The Avon Guard.
 

Logo na primeira audição de “Forget”, nitidamente se nota a sofisticação dos artistas na faixa que os coloca no radar dos mais antenados em boas novidades.

Conversei com Dominic que gentilmente concordou em conceder uma entrevista exclusiva para a itapema.

TAG002

– “Forget” é a inspiração para o álbum de estreia? Quando vai sair e o que podemos esperar desse trabalho? Já tem título e canções finalizadas?

Estamos esperando muito esperançosos que o álbum fique pronto no início do próximo ano! Estamos trabalhando em quinze músicas atualmente, em diferentes estágios. Algumas estão quase prontas, outras estão ainda se formando. Nós ainda não temos um título para o álbum!

Queremos fazer músicas inteligentes, que fazem pensar. Músicas melódicas, mas sem medo de instigar o lado negro. ‘Forget’ foi um ótimo começo pra gente em termos de que direção queremos ir.

– Quais são os artistas que você pode citar como referências pessoais e também para a produção musical do The Avon Guard?

Eu pedi pro Andy listar as influências dele e ele me passou o seguinte: The Pixies, Weill and Brecht, Tom Waits e Matt Monroe.

Da minha parte eu tenho sido obcecado por Leonard Cohen desde muito cedo, por ter vindo de uma grande família de irmãos e irmãs mais velhos, cresci com uma influência musical bem eclética incluindo Bob Dylan, The Doors, Roxy Music, Grace Jones, Joy Division e Echo and The Bunnymen.

– Como surgiu a ideia inicial para os amigos de longa data se juntarem musicalmente?

Como você disse, Andy e eu somos muito amigos há mais de 20 anos. Mas apesar de tocarmos em bandas em Londres, na mesma época, nunca tivemos a oportunidade de escrever juntos até recentemente. Andy era um brilhante vocalista de uma banda de Indie glamourosa chamada “Transistor” e eu era o cantor da “Penelope’s Web”, a banda que comecei quando adolescente, que tinha um single lançado na gravadora “Cherry Red”.

Nossas bandas iniciais tinham estilos bem diferentes, mas meu interesse sempre foi voltado para as letras e sendo o Andy um instrumentista que também sabe lidar com produção, fotografia, video e design de website, nós logo percebemos que isso seria uma colaboração/parceria bem eficaz.

– Para a turnê de divulgação do novo trabalho você vai incluir alguma releitura?

Todas as músicas preparadas para o álbum The Avon Guard e para a turnê subsequente, são músicas que nós temos escrito nos últimos anos, então, não, não iremos incluir nenhum cover. Estamos muito empolgados com as novas músicas que estamos trabalhando, e parece que nós achamos o estilo que reconhece nossas influências e engloba nossas peculiaridades próprias ao mesmo tempo.

– Existe a possibilidade de tocar no Brasil? Qual mensagem você gostaria de deixar para seus fãs que escutam “Forget” na itapema?

Nós adoraríamos, claro, fazer uma turnê no Brasil, mas isso depende inteiramente de como o nosso álbum vai ser recebido por aí. Para aqueles que amam ouvir ‘Forget’, nós gostaríamos, obviamente, de dizer obrigado e também que esperamos que quando terminarmos as novas músicas que vão compor o álbum, vocês não vão se desapontar! Eu espero isso Leo!

O novo single da dupla, “Parasite”, foi disponibilizado especialmente para a entrevista. Confira!

Agradecimentos especiais: Dominic Silvani, Andy Mitty, Carla Willis e Sarah Castro. Obrigado pessoal!